Revelei meu filme 35mm: um dia em San Diego

Revelei meu filme 35mm: um dia em San Diego

Revelei meu filme 35mm: um dia em San Diego

 

Caso você tivesse me perguntado, há uma semana, se eu já fui no Balboa Park, em San Diego, a resposta seria a que tenho aqui guardada e uso sempre que preciso: sim, é lindo e vale muito a pena. Se a conversa seguisse adiante e a uma explicação maior fosse exigida de mim, o meu cérebro entraria em modo desafio. A verdade é que eu lembro pouco de informações como datas e nomes e muito de sensações – it’s a thing! Não faltam quizes e artigos sem embasamento científico na internet sobre o assunto. Isso, até eu finalmente revelar o filme 35mm que fotografei no dia da minha visita. Com uma leva de vários filmes dos últimos 3 anos, recebi essas belezuras de volta que me deram saudade do Balboa Park, do meu pai e de fotografar com a Pentax. 

Três anos de uma pesquisa de laboratórios de revelação que eu nunca concluí – até essa semana! Encontrei um lab em San Clemente, na California, que aceita filmes por correio, revela, escaneia e te envia os negativos em tempo recorde. Até quando eu tinha que “viajar” da Barra da Tijuca à Glória eu levava mais tempo do que isso. O The Darkroom superou todas as minhas expectativas. Um dos preços mais justos que eu encontrei e 4 dias depois de colocar os filmes no correio, já estou postando o resultado aqui no blog, iêi mundo moderno meets mundo analógico.

Fotografado com:

Câmera: Pentax K1000

Filme: Lomography 100 Color Negative

Revelado por: The Darkroom, California

Fiz promessa que não ia terminar filosofando sobre a poesia que é fotografia analógica – já fiz o suficiente aqui.  Mas, ao mesmo tempo que juntei minhas energias e filmes para enviá-los pro laboratório, também lembrei como a fotografia completamente mecânica me induz a um modo mindful. De onde eu vejo, não tem nada que diga que as minhas fotos ficarão melhores no filme do que em digital. Mas olha, com todo o desafio que é fotografar com a ajuda apenas do fotômetro, estatisticamente, minhas fotos ficam melhores no filme. Claro, tem uns bons frames mortinhos em cada rolo, mas tá valendo a troca por esses cheio de vida.

Bônus

Parte do mesmo rolo, mas não do mesmo dia, essas duas fotos mostram bem como filme 100 Color Negative da Lomography registra luz e sombras, se é por isso que você está aqui. 

||||| 6 Gostou? |||||

Você também vai gostar

1 Comment

  • Denise
    4 meses ago

    Cada inspiração é importante. Para mim, que sou mais imediatista e não tão entendida de fotografia, sempre opto pela digital.
    Tirar foto/olhar/ deletar ou arquivar.
    Confesso que não tenho, quase nunca o prazer de olhar um álbum fotográfico.
    Será que iremos retornar a era de fotografia reveladas???
    O que é bom nunca deve ser esquecido e sempre preservado
    Vintage

Deixar comentário

Deixar comentário Your email address will not be published